Tive há dias a oportunidade de conversar com Jim Withers, um médico norte-americano que desde 1992 se tem distinguido pelo pioneirismo na área do voluntariado clínico, em favor dos sem-abrigo, que fundou os movimentos sem fins lucrativos Safety NetStreet Medicine, através dos quais mais de 10.000 pessoas já receberam cuidados médicos e medicamentos

Em Novembro do 2015, depois de 23 anos se terem passado, desde que começou a observar pacientes nas ruas de Pitsburgo, no estado norte-americano da Pensilvânia, a cadeia de notícias norte-americana CNN elegeu-o como um dos 10 heróis do ano, acabando por dar a merecida projecção global ao seu trabalho e contribuir para a adesão de outros médicos à rede, já representada em vários países.

Numa das nossas conversas, a respeito do que se passa com os sem-abrigo em Portugal e do que me parece possível concretizar, em termos do envolvimento de médicos nacionais, pensamos que talvez o seu testemunho ajude a inspirá-los, de modo a seguirem o seu exemplo. Em todo o caso, assegurei-lhe que tudo faria no sentido de ajudar a promover a medicina de rua junto de médicos e de outros protagonistas importantes da área da saúde, porque sei que se trata de uma peça fundamental da assistência para as cerca de 5 mil pessoas sem-abrigo que, de acordo com as estimativas de várias instituições, existem no nosso país.

O vídeo que apresento em seguida foi o possível, considerando a distância física que nos separava, no momento em que foi gravado. Ainda assim, penso que o importante é o seu conteúdo, sendo certo que voltarei ao assunto.

 

Saúde oral e reinserção social
O crowdfunding como caminho