Em 24 de Maio publiquei este artigo a respeito do documentário ‘Cabo Espichel – Em terras de um mundo perdido’, produzido e realizado pelo fotógrafo e realizador de cinema documental Carlos Sargedas, que entretanto já foi premiado em 20 festivais de cinema, incluindo alguns dos mais prestigiados do mundo.

Seis meses depois desse primeiro artigo, volto a ter o prazer de anunciar outro filme documental do Carlos, mais uma vez dedicado ao Cabo Espichel, com a acrescida responsabilidade de me ter como produtor executivo, na sequência de um convite que o Carlos me dirigiu em Agosto.

‘Timeline’, que se encontra em fase de preparação para rodagem, é assim a nova aventura do Carlos Sargedas no mundo do cinema documental e a minha primeira na indústria. Em termos de produção, o filme, que levará mais de um ano a rodar, contará com várias novidades em relação ao anterior, nomeadamente ao nível do cinema de animação e do marketing e distribuição.

Um dos aspectos que ajudou a determinar a minha associação ao Carlos Sargedas não foram os prémios, mas o conjunto de valores e confiança que partilhamos há vários anos, desde logo na área social. O outro é a convicção de que na área do cinema é possível levar a cultura portuguesa mais longe, como de resto bem demonstrou o Carlos Sargedas com o anterior documentário.

‘Timeline – Cape Espichel’, tem um orçamento que ultrapassa o do anterior ‘Cabo Espichel – Em terras de um mundo perdido’ e já assegurou o domínio próprio na internet, mas o website só estará disponível a partir de Janeiro.

Luís Raposo preside ao ICOM